quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

meias

eu não tiro as meias. nem você. acho isso legal. penso que somos compatíveis em tudo. nos deitamos e conversamos. você perde a hora de partir. acho isso legal também. mas ainda sim tem que partir. nossa primeira despedida. você levanta. anuncia que é hora de ir. nos abraçamos sem falar nada. depois você me diz que é por pouco tempo e me deseja feliz natal. feliz natal, eu repito. você entra no carro. eu percebo que esqueci meus brincos dentro do carro. deixo-os de propósito pra você se lembrar de mim no meio da viagem. volto pro quarto correndo. abro a primeira gaveta. uma camiseta com seu perfume. está tudo bem. estou a salva.

16 comentários:

  1. tão bom sentir essa saudade... lindo texto :)

    ResponderExcluir
  2. esse tipo de saudade é muito bom e o cheiro de quem se ama, sempre é bom e aconchegante.
    Feliz Natal.

    ResponderExcluir
  3. hoje terei que partir
    ta chegando a hora, deu a hora, passou da hora
    estamos deitados, nao concigo levantar
    levanto e te abraço , mas nao quero largar
    falo feliz natal e voce também
    com muita dificuldade entro no carro e vou.
    me sinto incompleto
    sinto que estou deixando algo pra tras, sei que estou
    estou deixando um pedaço de mim deixando você
    fico triste
    olho pro lado e vejo seu brinco, e vejo sua blusa
    agarro a blusa e sinto seu cheiro
    me sinto melhor, um pouco mais completo
    me preparo, vou ficar um tempo longe
    mas é por pouco tempo, vai passar rapido
    eu ja te disse

    ResponderExcluir
  4. Já achei brinco brinco "perdido" rs. Sei como é o sentimento de dor, na ausencia do amado! Feliz natal moça, muita paz

    ResponderExcluir
  5. Bonito e leve de ler.
    Gostei principalmente da part dos brincos, me deu uma idéia! haha
    :*

    ResponderExcluir
  6. Flor convido-a para visitar meu blog!tem um post novo lá como usar saias longas como vestido!Me segue??Se me seguir me avisa que eu te sigo de volta ok!=)
    http://daniele-costa.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. há um detalhe do outro, que nos salva dos precipícios das lembranças. é sempre bom.

    ResponderExcluir
  8. Entendo como é estar ''salva'' por um resquício de algo que acorda nossas lembranças. E gosto disso. Hoje mesmo abri a gaveta, achei um envelope com um determinado perfume e abri um sorriso.

    Muito leve, despretensioso e verdadeiro. Do tipo de texto que a gente faz exatamente o que eu fiz quando senti o perfume: sorri.

    ResponderExcluir
  9. sei exatamente como é se sentir assim: faltando um pedaço, precisando do outro.
    mas comigo foi no ano novo, não foi no natal. ainda bem que passou!

    ResponderExcluir
  10. Dá um alívio sentir o outro por perto através de qualquer objeto que o lembre... Tô adorando seus textos.

    ResponderExcluir
  11. Olá! Preciso de um favor teu: Vai a https://www.facebook.com/natgeo.pt?sk=app_275692169150555, põe "gosto", em'lugares de portugal' pesquisa Raquel Neves e vota na minha fotografia, sff! OBRIGADA :)

    ResponderExcluir
  12. as vezes me encabula o seu jeito de amar. vc consegue descrever pra mim? parece ser tão sutil, verdadeiro, despretensioso...
    eu perdi isso... será a idade?
    mas mesmo assim, tenta descrevê-lo?

    ResponderExcluir
  13. meias, às vezes precisam ser trocadas, lavadas, renovadas. se desprender é bom, pra se prender com mais força depois.

    ResponderExcluir