quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

aniversário



despertador toca cedo. hoje não é dia para mais cinco minutinhos. um hora depois toco a campainha dele. ele abre com cara de sono. mal abre os olhos. me puxa pra dentro. eu o abraço dizendo feliz aniversário dormindinho. tento te convencer de dormir mais. ainda é muito cedo. você não dorme. atrapalhando minha surpresa. alguém finalmente te liga pra desejar parabéns. saio fingindo estar brincando com a gata. abro a mochila correndo. espalho os 27 corações vermelhos que cortei noite passada pela mesa. tiro os dois presentes da mochila e os ajeito juntamente com as 7 cartinhas que escrevi com lápis de cor. colo o cartaz que preparei, desenhei, escrevi, com dois band-aids pela falta de durex na parede. você parece despedir do telefone. corro voltando pro quarto com sorriso de quem aprontou e você nem percebeu. dormimos. você acorda e diz ir na cozinha. te espeto sentada na cama sorrindo. imaginando seu rosto ao ver a mesa. você então volta com os olhos arreganhados e sorriso de ponta a ponta. se joga em cima de mim me amassando. fiquei feliz que você tenha ficado feliz. feliz aniversário mon amour.


talvez eu consiga explicar. talvez não. ama-lo é minha paz de espírito. está tudo sempre certo. no seu devido lugar. o mundo gira ao meu favor. e eu não temo mais o tempo. eu preciso cuida-lo. eu sinto vontade de cuidar de mim. ele joga a batata palha no pão. e antes de morder pega uma com a mão e põe na boca. olha pra mim. e eu sinto meu coração esquentar. chega a queimar. porque eu sei, eu tenho certeza, que antes dele morder o pão ele vai arrastar meu banco pra perto do dele e me beijar. e então ele arrasta meu banco pra perto do dele e me beija. eu o amo então. de uma forma sutil, verdadeira e despretensiosa.

17 comentários:

  1. muito lindo o texto, realmente um casal apaixonado

    ResponderExcluir
  2. oi Veronica, caramba como o blog mudou!! e está lindo :)

    adoro a doçura das suas palavras e essa relação tecida no mais suave favo.
    :)

    ResponderExcluir
  3. Verônica, quanto tempo! Vou ficar por aqui, porque como sempre, suas palavras aceleram meu coração.
    Talvez seja esse meu estado de paíxonite aguda, mas não consegui não lembrar do meu lindo com esse post.

    ResponderExcluir
  4. Adorei seu blog, =)
    seguindo vc aqui e te convido a conhecer o meu cantinho: http://belezaeatragedia.blogspot.com/

    Segue lá tbm se gostar..
    ..bjos, Até Mais!!

    ResponderExcluir
  5. Adorei seu blog, =)
    seguindo vc aqui e te convido a conhecer o meu cantinho: http://belezaeatragedia.blogspot.com/

    Segue lá tbm se gostar..
    ..bjos, Até Mais!!

    ResponderExcluir
  6. sempre venho aqui e você sabe, sou fã.

    mas preciso mais dos seus textos! some não...

    ResponderExcluir
  7. Só porque esteve de aniversário...podes ao mesnos postar mais vezes,né?
    Boa noite,coisa mais amada!
    Fui eleita a coelhinha mais linda, charmosa, e gostosa do BLOG!!!
    Surpresa????
    Como assim...ainda duvidavas que poderia existir outra dentucinha mais amorosa do que eu???
    Tá bommmm...eu sei que tu és tudo de bom também!!!
    Beijos...mas...APOSTO que eu cuido melhor dos ovos que tu...ksksksksks...

    ResponderExcluir
  8. "eu o amo então. de uma forma sutil, verdadeira e despretensiosa."
    Amar assim é tão bom. Amor sem pressa de se fazer completo. Se preenche naturalmente.
    Vim avisar que voltei com blog!
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Verônica, é tão delicada e doce sua descrição na escrita do amor, das cenas, do viver, que a gente imagina e fica encantado com tanta doçura.

    Ta lindo o blog.

    ResponderExcluir
  10. Nossa, que lindo!
    Sério, suas palavras são mt sensíveis. Lindooo!

    ResponderExcluir